Quando pensamos em casas de bonecas, imaginamos brinquedos para as meninas sonharem e deixarem a imaginação fluir. Mas algumas delas são realmente muito interessantes e longe de serem consideradas um brinquedo. Não só porque foram criados para gente famosa, mas também porque são verdadeiras obras de arte. Conheça algumas:

Titania’s Palace

Trata-se de um palácio em miniatura feito pela James Hicks & Sons – Irish Cabinet Makers entre 1907 e 1922, para Sir Neville Wilkinson da Irlanda e sua filha Guendolen. Muito admirado e famoso, James Hicks é considerado o mais competente marceneiro da Irlanda no século 20.

A obra dispõe de 18 quartos com móveis esculpidos à mão, além de mais de 3.000 obras de arte em miniatura coletadas em todo o mundo. Em 1978, o Titania’s Palace foi comprado em leilão pela Lego e exibido na Legoland, Dinamarca. Desde 2007, ele foi emprestado e é exibido no Castelo de Egeskov, na Dinamarca.

Casa de Bonecas Queen Mary

Foi construída para a rainha Mary, esposa do rei George V, como um presente do povo para a rainha e concluída em 1924. A casa de bonecas tem mais de um metro de altura e sua construção foi inicialmente ideia da Princesa Marie Louise, que tinha muitos contatos no mundo das artes. É por isso que as miniaturas de móveis e objetos foram feitas com grande habilidade. Muitos dos itens domésticos são cópias miniaturizadas de itens do Castelo de Windsor. Acredite: há até água corrente em seus pequenos canos e até uma biblioteca com livros em miniatura escritos.

Castelo de Fadas de Colleen Moore

Um projeto idealizado pela atriz Colleen Moore e concluído em 1935. Foi construído para representar um castelo de conto de fadas. A Dollhouse tem a sala de estar da Cinderela cujo teto é adornado com um lustre dourado, decorado com esmeraldas e pérolas e salgueiro-chorão no jardim mágico, que derrama lágrimas reais em uma piscina. Há também eletricidade e água encanada. Atualmente, encontra-se em exposição no Museu de Ciência e Indústria de Chicago.

Stettheimer Dollhouse

Foi feita por Carrie Walter Stettheimer irmã da pintora, desenhista e poetisa americana Florine Stettheimer, entre os anos de 1916 e 1935. Tem dois andares e doze quartos, além de uma notável coleção de artes doadas por artistas amigos como Marcel Duchamp, Alexander Archipenko, George Bellows, Gaston Lachaise e Marguerite Zorach. Eles fizeram pequenas cópias de suas pinturas e esculturas para a casa de bonecas. Após a morte de Carrie, a casa de bonecas foi doada ao Museu da Cidade de Nova York, em 1945.

Salas Thorne

São salas literárias para bonecas. Trata-se de noventa e nove peças em miniaturas detalhadas, feitas pela Sra. Narcissa Niblack Thorne, entre 1932 e 1940. Cada peça tem um tema diferente e mostra o modo de vida na Europa e na América do século 13 até 1930. Não estão no mesmo lugar, mas espalhadas em diferentes museus, como o Art Institute of Chicago, o Phoenix Art Museum e o Knoxville Museum of Art.

Assim como algumas bonecas antigas, essas casas agora valem uma bela fortuna. Estamos longe das bonecas da moda atual, mas não vamos esquecer que, na época, essa era a moda.

Volte aos bons tempos com as casas de boneca Vitrine da Madeira

Os brinquedos Vitrine da Madeira são verdadeiras obras artesanais. As fantásticas casas de bonecas fazem as meninas viajarem a um mundo de lindos sonhos. Visite  vitrinedamadeira.com.br e conheça o universo de encantos para as crianças.

Deixe uma resposta